Arte E Artesanato

O arte e o artesanato dominicanos refletem a história do país e a mistura eclética dos seus habitantes. Os legados taino, espanhol e africano continuam a marcar presença em várias províncias por todo o país. Os tainos, que eram artesãos especializados, contribuíram com ferramentas e itens inspirados na mitologia, nos rituais e na vida cotidiana. Você verá refilmagens das cuias de água que eles costumavam usar, feitas da árvore higüero e às vezes de coco, com desenhos mais elaborados. A influência africana e caribenha aparece em pinturas coloridas da vida cotidiana nas ilhas e nos vilarejos, com as melhores seleções encontradas nas galerias de arte. Ela também é marcante em itens de madeira, como o mini pilão feito de guayacan, encontrado em quase todas as casas dominicanas e lojas de souvenirs. O trabalho em joias é um grande destaque, já que duas pedras preciosas são extraídas diretamente dos solos da RD: o âmbar e o larimar. As criações artesanais dominicanas mais emblemáticas são as bonecas sem rosto. Feitas na maioria das vezes de cerâmica, essas figuras primorosamente vestidas não têm traços faciais, para refletir o fato de que os dominicanos são de raças mistas e aceitam sua herança única.

 

Artesanato

Não há escassez de artesanato para levar para casa. Você vai encontrar itens feitos principalmente de fibras vegetais, argila, madeira, papel, sementes e pedras preciosas.

Lojas de souvenirs e galerias de arte são abundantes nos principais destinos. Ao fazer compras, procure alguns itens característicos.

  • Estatuetas dos tainos, desde divindades a ferramentas tradicionais, feitas de cerâmica.
  • Instrumentos musicais dominicanos em miniatura ou tamanho natural, feitos de madeira ou bambu pintado, incluindo tambores e maracas.
  • Elaboradas máscaras de carnaval em miniatura, feitas de papel machê.
  • Lojas certificadas de âmbar ou larimar, algumas das quais também mostrando o processo de polimento no local.
  • Bonecas sem rosto, feitas de cerâmica, em vários tamanhos e cores.
  • Chapéus, bolsas de praia e outros acessórios feitos de folhas de palmeira.
  • Estatuetas de símbolos culturais, como o galo, músicos tocando merengue ou figuras religiosas, feitas de madeira policromada ou cerâmica.
  • Tiras de tapetes coloridos ou “pellizas de colores”, feitas de fibra de juta e sacos de arroz, com a melhor seleção frequentemente vista na estrada de Santiago até Bonao.
  • Artesanato criado com materiais reciclados, como os vasos de flores coloridos de Bonao, feitos com pneus velhos.

Start typing and press Enter to search

Send this to a friend