Perguntas Frequentes

Veja a aseguir algumas das perguntas mais frequentes sobre viagens à República Dominicana, para ajudar a facilitar um pouco mais o seu passeio.

Como chegar na República Dominicana?

A República Dominicana tem oito aeroportos internacionais, cinco destinos de cruzeiros e uma grande variedade de marinas para barcos e iates de todos os tamanhos, além de aeroportos menores para aviões particulares. Por ser uma ilha tão grande e diversificada, é importante que você escolha o aeroporto de chegada mais acessível para o destino final da sua estadia.

Para obter informações adicionais, confira nossos Links recomendados ou entre em contato com um dos nossos escritórios no exterior.

Quais são os documentos que eu preciso levar para entrar na República Dominicana?

Um passaporte válido é necessário. Alguns países também exigem um visto

 

Vistos

A República Dominicana emite vistos de turista, negócios, trabalho, estudante e residência. Vistos de turista podem ser emitidos para uma ou várias entradas e podem se estender até 60 dias.

Confira esta lista de cidadãos que precisam solicitar um Visto de Turista em consulados dominicanos no exterior.

Quem está isento da necessidade de visto?

  • Residentes da RD e cidadãos dominicanos.
  • Funcionários diplomáticos e consulares com missões designadas no país, enquanto estiverem em serviço.
  • Passageiros que utilizam serviços de aviação particulares e não comerciais, desde que atendam às seguintes exigências: a viagem deve ser para fins esportivos, de lazer, turismo e negócios, e a aeronave não deve pesar mais de trinta mil (30.000) libras e ter uma capacidade máxima de 12 passageiros.
E se eu decidir ficar no país por mais de 30 dias?

Será cobrada uma taxa de estadia prolongada no aeroporto, proporcional ao tempo de permanência. Essa taxa é de RD$2,500 (aproximadamente US$50) por até dois meses adicionais. Ela é paga na ocasião da partida, no balcão de imigração, após o check-in e a passagem pela segurança.

Qual é o custo da taxa de embarque?

A taxa de embarque é de US$20. Porém, em todos os casos, ela já está incluída na tarifa da passagem aérea.

Qual é o código de área telefônico da República Dominicana?

O código do país é +1. Existem três códigos de área: 809, 829 e 849.

Qual é a idade legal para consumo de bebidas alcoólicas?

Na República Dominicana, você pode comprar e consumir bebidas alcoólicas a partir dos 18 anos. Isso significa que os bares não admitem menores de 18 anos, mesmo quando acompanhados por pais ou por um adulto.

Como é o clima? Quando é a estação chuvosa?

A República Dominicana é cercada por mais de 1.600 km de litoral nas fronteiras norte, leste e sul, e o clima é tropical. As temperaturas ao meio-dia variam de 27°C a 32°C e podem cair até 18°C e 23°C durante o inverno. Como estamos nos trópicos, é difícil dizer se e quando há uma estação chuvosa. As chuvas geralmente são de curta duração.

Quando é a temporada de furacões?

A temporada de furacões no Atlântico começa em 1º de junho e se estende até 30 de novembro. Na República Dominicana, isso corresponde ao verão e ao início do outono, quando o clima é ensolarado e úmido, com algumas nuvens e chuvas ocasionais no final da tarde ou à noite. Historicamente, a maioria dos furacões ocorreu no mês de setembro. Porém, as chances são pequenas e, em caso de furação iminente, as equipes dos resorts são treinadas para lidar com a situação, e os prédios dos resorts hoje em dia são bem equipados para resistir à força dos furacões. Você também deve se lembrar que a República Dominicana é um país grande. Isso significa que, enquanto uma costa possa ser afetada, a outra pode sair completamente ilesa de uma tempestade.

Como a República Dominicana se compara em tamanho com Porto Rico ou a Jamaica?

Localizada no Caribe, a República Dominicana tem uma superfície de mais de 48.442 km², o que significa que Porto Rico poderia caber no país cinco vezes e a Jamaica, quatro vezes. Devido ao seu tamanho e à variedade do seu terreno, a República Dominicana oferece aos visitantes uma incrível diversidade de paisagens, incluindo praias, montanhas, cavernas pré-históricas, desertos, lagos, ilhas, rios e inúmeras cachoeiras. É por isso que dizemos que a República Dominicana “tem de tudo”.

Eu mal falo espanhol. Isso será um problema?

Você não terá problemas para se comunicar na RD. Os dominicanos são muito amigáveis e, mesmo que não falem sua língua, eles o ajudarão a encontrar alguém que fale ou encontrarão uma maneira de se comunicar com você. Nas grandes cidades, assim como na maioria dos destinos turísticos, funcionários de hotéis, restaurantes e áreas turísticas, além de guias turísticos, compreendem e falam inglês, além de outros idiomas. A fluência é menos comum nos vilarejos e no campo, mas eles ainda entenderão o básico e ajudarão você a encontrar seu caminho.

Que roupas devo levar?

A República Dominicana tem um clima quente e ensolarado o todo o ano. Porém, como a temperatura fica um pouco fria de manhã e à noite de novembro a março, seja na cidade ou nas montanhas, o segredo é se vestir como cebola, em camadas. Você deve trazer roupas leves de algodão ou linho para o tempo quente, além de roupa de banho, um casaco de malha fino, calças e uma jaqueta leve. Mesmo se for ficar em um resort, certifique-se de levar uma roupa mais chique para ocasiões especiais ou para jantar em restaurantes de luxo. Se você estiver hospedado em Santo Domingo, traga suas roupas casuais, bem como algumas opções mais elegantes. Se você for a uma apresentação no Teatro Nacional, por exemplo, precisará de uma jaqueta, e não é permitido o uso de jeans.  Além disso, se estiver visitando igrejas ou certos monumentos e museus nacionais, talvez não seja possível entrar de bermudas ou mini-saias. Alguns escritórios do governo não admitem visitantes com camisas sem mangas ou sem calçados fechados.

Posso viajar com meu animal de estimação?

Antes de viajar com seu gato ou cachorro, ligue para sua operadora para obter as informações mais atuais. Conheça o custo de transportar seu animal a bordo ou no compartimento de cargas. Faça sua reserva antecipadamente, porque algumas companhias aéreas restringem o número de animais de estimação que podem ser transportados em um único voo.

Um certificado de saúde emitido e assinado por um veterinário licenciado deve acompanhar cada animal. O certificado precisa estabelecer que o animal foi examinado a contar de 30 dias antes do embarque e considerado não portador de quaisquer doenças infecciosas, além de ter sido tratado contra parasitas externos e internos e vacinado contra raiva. O certificado de vacinação contra raiva deve incluir a data da vacinação, o período estabelecido de imunidade, o nome do produto e o número de série.

Ao chegar à RD, peça para falar com o oficial de controle de animais, que revisará o certificado veterinário e preencherá o formulário oficial necessário de permissão de entrada para animais de estimação.

O país é seguro?

A República Dominicana continua sendo um dos países com as menores taxas de criminalidade da região. Porém, o bom senso sempre deve prevalecer e, por isso, e é melhor tomar as mesmas precauções que você tomaria ao visitar qualquer novo país ou cidade grande do mundo. Não mostre seus objetos de valor, como smartphones e câmeras. Use-os discretamente quando estiver longe de áreas turísticas. Deixe as joias em casa, vista-se com simplicidade e não ande por ruas isoladas durante o dia ou à noite.

É costume dirigir-se às pessoas de maneira formal ou informal?

Embora os tempos estejam mudando e tornando-se mais informais, é melhor errar no lado do formal, e não do informal. Use a forma formal de “você” (usted) quando não conhecer muito bem a pessoa. Os homens podem ser referidos como Don ou Señor e as mulheres, como Doña ou Señora.

Ao mesmo tempo, a informalidade é comum e aceitável, pois os dominicanos são pessoas muito abertas e sociáveis. O termo amigo e hermano são frequentemente utilizados. Não se surpreenda se você for chamado de mi amor ou cariño (querido) na rua ou em estabelecimentos locais: é assim que os dominicanos se comunicam.

É seguro beber água da torneira nos hotéis?

Não, não é seguro beber a água da torneira na RD, pois ela não é purificada. Sempre beba água engarrafada, disponível em abundância no seu resort ou em lojas e supermercados nas vizinhanças.

Minha carteira de motorista é válida na República Dominicana?

Sim, ela é válida, mas apenas durante a sua estadia legal, ou seja, até 30 dias ou o prazo do seu visto.

Devo alugar um carro?

A República Dominicana possui a mais moderna infraestrutura rodoviária do Caribe, com excelentes rodovias ligando os principais destinos turísticos. Porém, dirigir na RD é estressante. Você precisa dirigir defensivamente e ficar constantemente de olho nos outros motoristas e também em motos, pedestres, vacas e outros possíveis intrusos e companheiros de estrada. Dirigir no interior é menos estressante do que nas grandes cidades, embora você deva ficar atento a possíveis obstáculos nas estradas rurais. Você deve ter experiência de condução, preferivelmente em cidades grandes, como São Paulo ou Nova York, ou no Caribe.

Evite excesso de velocidade e evite a todo custo dirigir à noite. A iluminação costuma ser ruim ou inexistente, o que traz oportunidades para crimes e acidentes de carro.

Em alguns destinos turísticos, é mais fácil ter o seu próprio carro, pois há muito para ver. Por exemplo, se você estiver viajando pela costa norte de Montecristi a Puerto Plata ou Cabrera, ou para as praias de Samaná, alugando um carro, será possível parar e admirar as vistas ao longo do caminho. Na costa leste, ter um carro permite uma exploração mais acessível das áreas turísticas populares de La Romana, Bávaro, Punta Cana e Cap Cana. O sudoeste da República Dominicana, de Barahona a Pedernales, é uma das regiões mais belas e intocadas do país, onde o transporte público é limitado. Ter um carro o ajudará a economizar tempo e dinheiro, especialmente para pontos turísticos conhecidos e distantes, como Bahía de Las Águilas. As praias e atrações nas proximidades dos principais destinos serão mais acessíveis e econômicas para você com um carro alugado.  

Para as cidades de Santo Domingo, Santiago e Puerto Plata, no entanto, é melhor confiar na vasta rede de táxis, incluindo o UBER. Você pode pegar um táxi ligando para uma companhia de táxi 24 horas. A maioria oferece uma taxa fixa de aproximadamente US$ 5, ida ou volta, para a maioria dos destinos da cidade.

Posso usar meu celular?

Se o seu celular estiver na rede GSM, você poderá usá-lo. No entanto, os custos de roaming serão altos. Sua melhor opção é trazer um telefone desbloqueado e comprar um cartão SIM aqui para ter um número local. Você pode obter um com seu passaporte e ativá-lo em qualquer uma das empresas de telecomunicações da região, incluindo a Claro, a Orange e a Tricom. O cartão SIM custa menos de US$ 5, e você precisará comprar créditos adicionais de telefone para chamadas, a seu critério.  

Os estabelecimentos comerciais aceitam dólares americanos ou euros?

Os estabelecimentos comerciais em destinos turísticos, incluindo restaurantes, bares, lojas de departamento, lojas de souvenirs e supermercados, tendem a aceitar dólares, embora você receba uma taxa menos favorável do que nos bancos. Porém, a maioria dos preços na República Dominicana é em pesos dominicanos. Se você planeja fazer uma grande compra em pequenas lojas e mercados, negocie primeiro com o vendedor, que pode estar interessado em receber o pagamento em dólares americanos ou euros. No entanto, os preços são fixos em supermercados e lojas de shopping centers. Sua melhor aposta é usar um caixa eletrônico para sacar moeda local com a melhor taxa de câmbio diária.

É melhor trocar dinheiro no aeroporto?

Isso é bom apenas por conveniência: para pagar seu táxi saindo do aeroporto e suas primeiras transações. Caso contrário, se você precisar trocar dinheiro, dirija-se a um dos principais bancos da República Dominicana. Eles usam a cotação diária do Banco Central como referência para transações de câmbio e, portanto, a diferença na taxa de câmbio entre os bancos é insignificante. Os bancos fecham às 17h durante a semana, mas a maioria das agências dentro dos shoppings permanece aberta até as 19h ou 20h. Caixas eletrônicos estão disponíveis em supermercados e shopping centers até altas horas. Por motivos de segurança, é melhor usar os serviços de câmbio ou sacar de caixas eletrônicos ao longo do caminho.

Quanto é o imposto sobre vendas?

O ITBIS (Impuesto sobre Transferencia de Bienes Industrializados y Servicios) é de 18% e é aplicado à maioria das compras. Em restaurantes, bares e hotéis, mais 10% são adicionados automaticamente como taxa de serviço.

Qual é a taxa de câmbio atual?

As moedas estrangeiras flutuam dependendo do dia, de acordo com o mercado. Você pode verificar as taxas de câmbio diretamente com bancos comerciais e casas de câmbio.

Quais são os regulamentos para viajar com crianças?

Se a criança for estrangeira, é necessário apenas um passaporte. Há exceções quando a criança tem um pai ou uma mãe residente na República Dominicana. Consulte sua companhia aérea para conhecer as exigências de viagem para menores desacompanhados.

Quais são as comidas típicas que eu devo experimentar?

A comida dominicana é bastante diversificada. De manhã, experimente mangú (banana verde, cozida e amassada) com ovos, queijo frito e salame frito: o tradicional café da manhã dominicano. Ao meio-dia, a la bandera dominicana é o almoço típico com arroz, feijão vermelho, guisado de carne e tostones (purê de banana verde frita). Igualmente populares são o chicharrón (torresmo), o locrio de pollo (arroz frito com frango), o mofongo (banana com carne de porco ou camarão frito), alho, peixe no molho de coco, caranguejo cozido e conchas, cabrito assado ou estufado com mandioca cozida e o sancocho (um ensopado de sete carnes) acompanhado de abacate para o jantar. E, é claro, não se esqueça de experimentar o pão de mandioca e o queso de hoja, um queijo de leite de vaca artesanal.

As sobremesas dominicanas também são populares. Experimente o côco ralado com creme, o feijão doce, as sobremesas com coalhada, doces de laranja, doces de leite, sobremesas de mamão e abacaxi e pasta de goiaba e caju embebida em calda. Os sucos de frutas tropicais são abundantes, muitas vezes transformados em milkshakes de frutas (ou batidas): maracujá, goiaba, abacaxi, laranja, morango, manga, tangerina e mamão.

Não perca a degustação de caldo de cana fresco em um dos campos localizados por todo o país. Você também deve provar a água de coco dominicana de uma das centenas de coqueirais e florestas. Você vai adorar a polpa deliciosa e grossa do coco dominicano.

Vale a pena visitar a capital de Santo Domingo?

Sem dúvida! Santo Domingo é a primeira cidade das Américas e foi nomeada como a Capital Americana da Cultura em 2010. Sua Cidade Colonial é um Patrimônio Mundial da UNESCO, repleto de museus, artes, cultura e os restaurantes mais populares da cidade. A boa notícia é que você pode chegar a Santo Domingo de maneira fácil e econômica, por menos de US$10, de várias partes do país (incluindo Punta Cana, Samaná, La Romana e Puerto Plata, entre outras) viajando em confortáveis ​​ônibus com ar condicionado: Expreso Bávaro, Caribe Tours ou Metro Tours. Passar a noite é a sua melhor opção. Se você for viajar apenas um dia, lembre-se das distâncias de viagem.

Posso assistir a um jogo de beisebol durante minha estadia?

Para garantir seu ingresso para um jogo de beisebol (ou juego de pelota, como o chamamos na RD), você precisa visitar o país durante a temporada de inverno de beisebol, que vai de meados de outubro até o final de janeiro. O vencedor do campeonato segue em frente para representar a RD na chamada Caribbean Series, quando as equipes vencedoras de Porto Rico, do México e da Venezuela competem entre si. Não importa onde você está hospedado no país, você certamente terá um estádio no seu destino ou a menos de uma hora de carro. Eles estão localizados nas principais cidades: Santo Domingo (Estádio Quisqueya), Santiago (Estádio Cibao), La Romana (Estádio Francisco Micheli), San Pedro de Macorís (Estádio Tetelo Vargas) e San Francisco de Macorís (Estádio Julián Javier). Para saber horários e os preços, comprar ingressos e obter outras informações, visite o site oficial da Liga Dominicana de Basebol.

Gostaria de trazer meu drone na viagem. Preciso de permissão? Quais são as restrições de voo na RD?

A pilotagem de drones é regulamentada pelo Instituto Dominicano de Aviação Civil (IDAC). Desde abril de 2018, se o seu drone pesa menos de dois quilos, você não é obrigado a ter uma autorização. No entanto, sugerimos que você ainda solicite a permissão do IDAC (http://www.idac.gob.do) antes de entrar no país, pois o departamento de alfândega do aeroporto tende a barrar esse tipo de item para cobrar impostos ou outras taxas. Ter uma carta de permissão antes da chegada facilitará as coisas para você após a sua entrada na RD.

Além disso, você deve sempre obedecer às seguintes regras:

  • O drone deve ser composto de materiais flexíveis, no caso de um possível impacto com qualquer objeto ou pessoa, para representar o mínimo de perigo à pessoa ou ao objeto atingido. 
  • O drone deve ser operado manualmente, permitindo que você ou o operador mantenham contato visual direto em todos os momentos, e não deve exceder 122 metros de distância de você ou do operador.
  • Não é permitido pilotar o drone dentro de um raio de 8 km de qualquer aeroporto.
  • Você deve operar o drone em boas condições meteorológicas de visão de vôo, e nunca à noite, e ele deve estar permanentemente no seu campo de visão e sob o seu controle ou o controle do operador.
  • Antes de começar a pilotar seu drone, você deve ter certeza de que a aeronave e seu sistema de controle estão em condições operacionais seguras. 
  • Obtenha permissão verbal do resort ou de qualquer propriedade privada sobre a qual você pretende pilotar seu drone e apenas o opere quando a área não estiver muito cheia, de modo a não invadir a privacidade de ninguém, especialmente em praias movimentadas. 
  • Se o seu drone estiver acima do limite de peso acima de dois quilos, você precisará de uma licença emitida pelo IDAC.  Contate-os diretamente em DTAC@idac.gov.do para receber uma solicitação e inicie o processo pelo menos um mês antes da sua viagem. 

Se o seu drone pesa mais de dois quilos, você é obrigado por lei a enviar uma solicitação de permissão ao IDAC (http://www.idac.gob.do). Nessa solicitação, você deve especificar a data, a hora e o local de uso, bem como a natureza do uso (comercial ou pessoal).

Certifique-se de verificar regularmente quaisquer mudanças nas regulamentações para drones do IDAC.

Tenho outras perguntas que gostaria de fazer. Com quem posso conversar antes da minha chegada?

O Ministério do Turismo tem mais de 29 escritórios e representantes no exterior, incluindo nos Estados Unidos, no Canadá, em Porto Rico, na América do Sul, na Europa, na Ásia e na Austrália. Não hesite em entrar em contato diretamente com esses escritórios em caso de perguntas adicionais.

Start typing and press Enter to search

Send this to a friend