Gastronomia

Existe uma infinidade de pratos dominicanos, variando desde sopas e ensopados até lanches fritos vendidos nas ruas e sobremesas de doce de coco. Além de tudo isso, o prato clássico de arroz e feijão do Caribe são especialidades básicas exclusivas da RD. Familiarize-se com alguns dos principais alimentos básicos da República Dominicana, tanto na mesa quanto à beira da estrada, para desfrutar melhor da sua aventura culinária por todo o país.  

 

Pratos Principais

O café da manhã consiste em um prato carinhosamente chamado de “los tres golpes”: o mangú, um prato tipicamente dominicano feito de purê de banana verde, coberto com cebolas vermelhas fervidas em molho de vinagre, o queijo frito e o salame frito. Você pode adicionar ovos fritos como um extra.

O almoço é a principal refeição do dia. O prato típico é a bandera dominicana: uma porção gigante de arroz e feijão, com frango ou carne, acompanhamento de salada com abacate e tostones, que são bananas fritas em rodelas. Existem diversas variedades de arroz, incluindo o moro con guandules, ou arroz com guandu, e o locrio, um prato que se assemelha a uma paella, com arroz temperado e frango ou outro tipo de carne.  

O sancocho tem uma importância simbólica ainda maior, já que muitas vezes é preparado para ocasiões especiais, inclusive na véspera de Ano Novo, para ser saboreado junto com familiares e entes queridos. Esse guisado grosso de raízes e carne combina frango, porco, mandioca, inhame, banana verde e batatas e é servido com uma tigela de arroz branco e fatias de abacate. Alguns dizem que ele cura ressaca.

Outra comida dominicana por excelência são os pasteles en hoja. Muitas vezes servidos no Natal, eles são a versão dominicana das pamonhas, embora feitos com massa de banana, recheados de carne e envoltos em uma folha de bananeira.

O mofongo é originário do Porto Rico, mas os dominicanos preparam sua própria versão desse prato de purê de banana com alho e carne de porco ou camarão.

Nas várias regiões do país, você encontrará especialidades locais influenciadas pela cultura da região. Por exemplo, em Samaná, frutos do mar são muitas vezes fervidos ou cozidos com coco, uma influência afro-americana, e você encontrará o pescado con coco no menu. Na região noroeste, a carne de cabra é um alimento básico, e as montanhas centrais têm restaurantes de carne grelhada à beira da estrada, ou parrilladas.

Como não poderia deixar de ser, os frutos do mar são uma grande parte da dieta desse país caribenho. Você encontrará os peixes mais frescos direto do mar para a sua mesa, particularmente o Luciano-do-Golfo, em vilas de pescadores e cidades costeiras como Bayahibe, Sánchez, Sabana de la Mar, Samaná, Puerto Plata e outras áreas à beira-mar. Uma tradição dominicana por natureza é ir para a praia e pedir um pescado frito inteiro com tostones, abacate e yaniqueque, uma broa frita, fina e redonda.

Existem muitos outros pratos para você descobrir. Aventure-se e prove o máximo que você puder.

 

Doces e Sobremesas

Os dominicanos têm uma queda especial por doces. Eles adoram todas as formas de doces e sobremesas, e muitas vezes você verá longas filas nas pastelerías, com clientes fazendo pedidos para viagem ou para comer no local, quando há espaço para sentar.

As mais originais das sobremesas dominicanas são as habichuelas con dulce, uma sobremesa de feijão doce consumida principalmente na época da Páscoa, mas que pode ser encontrada em várias padarias nas outras épocas do ano.

As sobremesas mais populares são à base de coco, leite e milho. O coconete é um biscoito de coco crocante e redondo. O bolo Tres leches é imperdível, assim como o majarete, um doce de milho polvilhado com canela e noz-moscada.

Frutas caramelizadas são bastante populares. Você verá fatias de mamão secas e também cobertas por uma calda doce. Devido ao clima quente, uma forma popular de se refrescar, além dos sucos de frutas, é tomar frío frío, gelo raspado coberto com um sabor de xarope aromatizado.

 

Comida de Rua

Os dominicanos adoram suas comidas de rua, particularmente à noite, bem com suas frituras, ou lanches fritos. Uma das opções mais comuns, particularmente à noite, é o chimichurri, ou “chimi”, uma suculenta versão dominicana de sanduíche recheado com uma combinação de carne grelhada e temperada, repolho, cebola e tomate, tudo dentro de um pão branco torrado e coberto com maionese e ketchup. Esse sanduíche é servido em um pequeno saco plástico que segura os pedaços que começam a cair e que depois você precisa esvaziar com as próprias mãos. O Pica pollo, ou frango frito duplo, está entre os achados mais populares à beira da estrada, como é o caso do chicharrón de cerdo, ou simplesmente toicinho.

O Yaroa é uma boa pedida para quem fica acordo até altas horas: um tipo de lasanha com camadas de frango, carne, banana doce, queijo e batatas fritas, todos assoados juntos e cobertos com maionese e ketchup.  

O Picalonga é uma mistura de carne de porco preparada com as tripas e partes do animal, às vezes penduradas abertamente no carrinho esperando para serem cozidas, incluindo salsicha de sangue.

Outros pequenos petiscos incluem catibias, empanadas de mandioca recheadas com uma opção de carne, ou frutos do mar, como caranguejos e moluscos, e quipes, uma herança libanesa e versão do quibe.

 

Frutas

Os amantes das frutas encontrarão o paraíso na terra pelas redondezas, onde os vendedores muitas vezes cortam as frutas na hora ou preparam saladas de fruta em mercados, à beira da estrada ou praticamente em qualquer lugar nas ruas. Você encontrará os suspeitos de costume, como as bananas e o mamão, localmente chamados de guineo e lechosa, respectivamente. Mas você também saboreará o maracujá, barato e fácil de encontrar por toda a RD, mangas de diversas variedades, zapotes ou nêsperas, granadillos, guanabanas ou graviolas, carambolas, tamarindos, cocos, abacaxis e goiabas, entre muitas outras. Também existem frutas com propriedades medicinais. A fruta jagua não é ingerida, mas seu suco, uma vez usado pelos tainos para fabricar tinta corporal, é preservado e consumido para aumentar os níveis de ferro e reforçar a imunidade. O caimito, ou abiu, é conhecido por curar dores de estômago. O níspero, ou a nêspera, é uma fruta repleta de potássio, magnésio, ferro e cálcio.

Em um dia quente, refresque-se com suco feito 100% de cana de açúcar ou tamarindo ou com uma batida, um milk-shake de frutas dominicano feito com leite condensado , sua opção de fruta fresca e açúcar adicionado a gosto (embora você também possa pedir natural). Essas bebidas constam muitas vezes nos cardápios de cafeterias, restaurantes e barracas à beira da estrada. A batida dominicana característica tem um nome curioso: Morir Soñando, ou “morrer sonhando”, é é feita com leite e suco de laranja natural.

 

Bebidas Alcoólicas e Charutos

Mamajuana

Você não pode deixar de experimentar o Mamajuana enquanto estiver na República Dominicana. Garrafas são vendidas em quase toda parte: em lojas de souvenirs, restaurantes, mercados e à beira da estrada. Trata-se de uma forte bebida à base de ervas, feita a partir de uma mistura fermentada de cascas de árvores curadas, ervas, vinho tinto e rum. Você não deve tomar mais de uma dose de uma vez por causa do alto teor alcoólico, sem mencionar que a bebida é afrodisíaca. E se você for levar um pouco para casa, não deixe de comprar mamajuana líquida, e não as garrafas que contêm cascas de árvores.

Cervejas

Várias cervejas são produzidas na República Dominicana, incluindo cervejas artesanais encontradas em algumas partes do país. A marca mais popular é a mundialmente famosa cerveja Presidente, fabricada pela Cervecería Nacional Dominicana desde 1935. As marcas incluem a Presidente Light e a Presidente Black, uma versão encorpada com alto teor de álcool de 6%. O costume na RD é ir a uma loja de esquina, ou colmado, ou a um restaurante e pedir una fría (uma gelada) ou una vestida de novia (uma garrafa tão fria que chega a ficar coberta por uma camada fina de gelo). O tamanho jumbo é servido com pequenos copos e dividido. Outras cervejas são a Bohemia, uma pilsner, e a Quisqueya.

Rum

O rum dominicano é produzido por várias grandes marcas, das quais as duas mais populares são o Brugal e o Barceló. O Ron Bermúdez remonta ao século XIX, com variedades premium de cores branca e ouro. O mais recente Ron Macorix ganhou popularidade nos últimos anos, graças às suas garrafas aromatizadas de rum temperado com abacaxi e coco.

Charutos

Os aficionados por charutos sabem encontrar sua dose na República Dominicana, já que a RD está classificada como a exportadora número um de charutos premium do mundo. O cultivo do tabaco remonta aos Tainos e evoluiu com os produtores de tabaco cubanos que se estabeleceram na RD no século XX para escapar do regime de Castro. Juntamente com as terras férteis do país e as temperaturas favoráveis, particularmente no Vale central do Cibao, o tabaco dominicano de hoje é mundialmente reconhecido e consta no ranking dos melhores do mundo.

As marcas populares incluem Arturo Fuente, Davidoff e Romeo y Julieta. Visitas a fábricas de tabaco famosas são oferecidas em vários destinos de resort. As fábricas de maior prestígio incluem a Tabacalera La Aurora e a Tabacalera La Flor Dominicana em Santiago, bem como a Tabacalera García em La Romana.

Seja qual for o destino da sua visita na RD, você sempre vai encontrar uma tabacaria e um bar para degustação de charutos, para desfrutar dos melhores produtos enrolados à mão na companhia de um copo de rum.

Filter
Categories
Apply Filter Reset
Center map
Tráfego
De bicicleta
Transit

Start typing and press Enter to search

Send this to a friend